8 de abril de 2017

Dream about


Tenho uma lágrima no canto do olho. Tenho muito mais que uma. Sinto os olhos pesados e prestes a desabafar. Sou uma barragem na iminência de transbordar. É um misto de emoções. É o mundo que ameaça ruir, é um coração que bate demais.
Há momentos que doem, que fazem querer desaparecer, deitar a toalha ao chão, desistir. Intercalados, há momentos outros que tudo é tão belo, tão puro, tão sentido, tão arrepiante que a pele fica arrepiada, o coração bate mais forte, o sentimento é maior que o mundo que só apetece abraçar e absorver tudo.


Sou assim. Sou extremos que variam em segundos. Posso extravasar porque algo corre mal, posso chorar por uma coreografia perfeita. Posso querer abandonar o barco por falta de paciência, posso querer correr o mundo por um reencontro inesperado. Sou de extremos. Sou eu. Não sei bem o que sou. Apenas sou. Eu. Momentos. Sentimentos. 


Marisa

1 comentário:

  1. Por vezes também sou assim. E consigo sentir-me assim num só dia.

    ResponderEliminar