22 de março de 2017

O humor comanda a vida

E a tecnologia também

Maratonas de séries, quem faz? As minhas raramente duram mais de duas horas. Por outro lado há quem veja temporadas inteiras num dia, ou num fim-de-semana. As séries são uma das obsessões do da segunda década deste nosso século XXI. A televisão por cabo e a internet facilitam o acesso a séries, temos canais só de séries, temos inúmeros sites e aplicações com um sem número de séries (e filmes). É a era do online e este dá-nos acesso a tudo, muito facilmente.

Actualmente, já não temos que estar a uma hora precisa em frente à televisão para ver determinado programa ou de alugar filmes no video-clube mais próximo. Podemos simplesmente aceder a uma plataforma de séries e filmes, através no nosso computador, tablet, ou até telemóvel. Podemos ver televisão em directo, ou rever os programas nos sites das próprias estações de televisão. 


No meio desta globalização e "virtualização" dos media o que mais me agrada são podcasts das rádios. Eu não consigo estar a ouvir os programas de rádio na hora, através de um rádio, e nem sou fã das músicas que passam. Assim sendo, adoro o facto das rádios porém vídeos das rubricas dos seus programas. 

Maratonas de séries, como falei anteriormente, é algo super comum. Eu como não as faço (muito), prefiro maratonas de rubricas de rádio. São mais curtas, ali uns 5/7 minutos e está feito. Numa hora consigo pôr quase duas semanas em dia. É fantástico! Adoro as tecnologias só por isso. E por muitas outras coisas eheheh. Para dar uma ideia, estou há umas três horas a ouvir O Homem que Mordeu o Cão. É uma das minhas rubricas preferida, porém só a oiço esporadicamente, e quando o faço é assim, tudo de seguida, em modo maratona. Também gosto das maratonas de Mixórdia de Temáticas. Essas, normalmente, ocorrem semanal ou bi-semanalmente. São os meus momentos de gargalhadas em catapultas. Porque não há nada mais importante do que uma boa dose de humor para tornar os dias mais positivos. E se há pessoas neste país - arrisco-me a dizer neste mundo - que conseguem animar a vida com recurso ao humor, são Nuno Markl e Ricardo Araújo Pereira. Eles pegam nas situações mais caricatas, banais ou ridículas do dia-a-dia e puf... transformá-las em algo inteligente e cheio de piada. É a desconstrução que fazem das situações, o modo como narram as histórias, os tons de voz que usam, a cultura (sim porque eles são pessoas com muita cultura, e ai de quem diga o contrário), a ironia, as metáforas... é todo um conjunto de pormenores que se transforma em algo espectacular. Para mim, eles são o pináculo do humor do humor inteligente.

Marisa

2 comentários:

  1. Já fiz maratonas de séries.. agora não sou muito dada. O Markl não faz muito o meu género, mas sou fã incondicional do RAP!

    ResponderEliminar