30 de janeiro de 2017

Quando não se está à espera, sabe melhor?

As surpresas, para serem boas, não precisam de ser grandes, basta um pequena diferença no dia. Uma boa condição para se ser surpreendida é ser uma cabeça no ar. Como eu, que de repente me lembro de mandar mensagem a amiga de infância para combinar algo, mas com um feeling que ainda não era hoje que nos íamos ver. Felizmente o meu sexto sentido não estava apurado e falhei. A moça responde-me a dizer que chegava a casa mais cedo do que normal, no primeiro instante fiquei surpresa, depois percebi que sou uma péssima amiga e que nunca me lembro de nada, pois estava farta de saber quando ela não ia trabalhar e, mesmo assim esqueci-me que dia era. 

Sem estar à espera, acabei a tarde na casa da minha amiga, entre chá e conversas de tudo e nada, que as boas amizades são feitas de conversas de tudo e nada. E as boas amizades, são como as surpresas e os melhores momentos, não precisam de grandes planos, nem horas marcadas ao segundo, apenas vontade e predisposição.

Marisa

Sem comentários:

Enviar um comentário