1 de dezembro de 2016

Ilusões em prosa

Senta-te, por favor. Senta-te e para um bocado. Larga tudo. Só te peço para largares tudo e olhares-me nos olhos. Não para baixo ou para o lado como tens feito. Para a frente. Eu estou aqui. Estou à tua frente, por favor, olha-me, Não deixes de me olhar. Posso suportar o silêncio, mas não consigo suportar a falta do teu olhar. Olha-me e diz-me que nada mudou.Não digas. Não vale a pena mentires por piedade. Mas, por favor, olha-me. Para o bem e para o mal, olha-me. Olha-me por cinco segundos, sem piscar os olhos. Só depois disso poderei seguir em frente. Contigo ou sem ti. 

Sei que se me olhares tudo vai mudar. Acredito que seja para melhor. Acredito que se nos olharmos mais tudo se vai recompor. Precisamos de nos entre-olhar mais, manter o contato, permanecer ligados. Por favor, não desligues sem tentar manter a ligação, nem que seja só mais uma vez. Não desistas. Desistir é um acto fraco. Nós não somos fracos, pois não? Nós somos fortes! Já passámos por tanto. Já lutámos tanto. Somos fortes, porque só os fortes têm tantos sorrisos guardados na memória como nós. Fazes uma viagem pelos nossos momentos inundados de sorrisos comigo?

Lembras-te de todos os passeios, todas as conversas, todos olhares, todos os toques, todos os beijos...? Lembras-te dos primeiros tempos vagarosos e tímidos, do desenrolar quente, efusivo, escaldante, perverso? Não vou enumerá-los. Tu sabes quais são. Vejo nos teus olhos que os relembras a todos, tal como eu. E tu? O que vês nos meus olhos, agora que me olhas? Há quanto tempo é que não fazíamos isto? Que nãos nos olhávamos-nos com olhos de ver... Não é tão bom? Reconheço esse teu brilho. Ele esteve presente em todos os nossos momentos que falei há pouco.

O que estás a fazer? Não vires as costas. Espera! Não te levantes já. Não partas, por favor. Eu sei que há mais. Nós somos fortes!

O que estás a fazer? Ah! Não pares. Eleva-me. Nunca mais me deixes de olhar assim, como o estás a fazer neste momento. Ah! Aperta-me mais. Não me largues. Olha-me. Força. Nós somos fortes.


Marisa

2 comentários:

  1. "nós somos fortes", será que somos mesmo?! só o futuro o poderá dizer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles são fortes, agora, porque a minha imaginação disse que sim... E o agora é que importa ;)

      Eliminar