24 de novembro de 2016

Dispostos

Gosto tanto da correria da manhã em que, ainda ensonada, ponho um creme bb no rosto e o bom do rimel, dois ou três esguichos de perfume e let's go run the world girl, como de quando chego a casa, ao final do dia, agarro nos discos de limpeza e limpo a cara, tomo um banho quente. Gosto tanto de quando escolho uma roupa que me faça sentir bem e bonita - calças justas e camisolas juntas, um casaco, por norma largo e quente, outras justo, um lenço ou gola para aquecer e dar o toque especial e calços as minhas botas pretas ou as sapatilhas, como gosto quando no final do dia, já em casa, visto algo confortável - camisola de pijama ou uma sweat larga, um casaco quente, umas meias foleiras e umas leggins e calço os meu chinelos com mini corações. Gosto da correria das aulas, trabalhos - quando trabalhava no último local, sem contar com os fins de semanas extras noutro sítio, também gostava dessa azáfama - como gosto de passar umas boas horas acompanhada de um chá quente, um bom livro e boa música. E uma manta quente se for nestes dias mais frios. Gosto dos dias quentes de verão, dos dias de praia e das caminhadas ao final da tarde ainda com o sol quente, como gosto das cores do Outono e do invernoso janeiro onde se começa a notar os dias a crescer, ou do regresso das andorinhas e das papoilas na Primavera. Gosto tanto das minhas listas de música de rock, alternativa e indie, como gosto do querido fado. Gosto tanto de ficar sem respiração com uma história de suspense e violência, como gosto de ficar com a lágrima no canto do olho com uma história emocionante, ou de uma história cheia de humor que me faça rir às gargalhadas. 

São os opostos que dão equilíbrio à vida. Opostos que nos atraem. Opostos que nos distraem. Se tudo coincidir não há discrepâncias, não há conflitos. Os conflitos são bons com peso e medida. A vida não pode ser linear, tem que ter altos e baixos. A continuidade cansa, acomoda. A comodidade trava a criatividade. A vida precisa de ser criativa, figurativa, com opostos e sobretudo com dispostos, bem dispostos.

Marisa 

3 comentários:

  1. Gostei imenso do texto!

    Vivam os opostos :P

    ResponderEliminar
  2. Adorei e é algo que eu poderia simplesmente escrever ou dizer porque eu também sou assim. Sou muito tudo . Gosto de muitas coisas opostas mas que no final trazem o equilíbrio à minha vida

    ResponderEliminar
  3. Sou super prática e rápida a arranjar-me. :D

    ResponderEliminar