7 de novembro de 2016

Diado

Diabo. A figura do mal. Quem tento Jesus na sua travessia do deserto. Quem incorpora todas as tentações do mundo.

O maior "diabo" na minha vida são os emails da Wook. Eu adoro a Wook. Se pudesse seria uma das melhores clientes do site. (E não me estão a pagar para dizer isto, mas se quiserem agradecer, não digo que não). A questão é que não posso e sempre que recebo um press realize deles nasce em mim uma consumista que dificilmente se faz notar. São os livros, meu deus, são os livros. São eles os culpados dos meus pecados, são eles que me dão vontade de ser consumista, são eles que me prendem. São eles a minha vida. Como dizer constantemente que não a livros sem sentir dor? Não me parece possível. A lista de livros que quero ler cresce de dia para dia. Falta-me o tempo e o dinheiro para eles. Precisava de pelo menos mais uma vida para ler todos os livros que gostava. E não é cliché, é mesmo verdade. Pura e dura. A verdade que dói só de pensar que a vida é curta demais para não se conseguir ler tudo o que se pretende. Isso sim é obra do diabo. Só espero que haja vida para além da morte, para poder continuar a ler.


Marisa

1 comentário: