30 de novembro de 2016

Conta-te Poesia

Senti, sem ti
Tudo o que não queria sentir
Sentimentos outrora desconhecidos
Estão agora em ebulição,
Expostos
Expõem-me
Derrubam-me na tua ausência

Sufoco
Fico louco
O que faço?
O que sou?
Onde estou?
O mundo és tu nos meus braços
Laços apertados
Presença
Pertença
Ausência de espaço

Odeio este espaço que corta
Lâmina afiada
Noite gelada
Gelo
Devolve-me o calor
O fogo descontrolado
Fica ao meu lado
Abraça-me
Chama-me amor


Marisa

2 comentários: