19 de agosto de 2016

Corzinha de Verão


E eu andei o ano inteiro, a juntar o meu dinheiro
Para esta desilusão
Dava todo o meu ouro por um pouco do teu bronze
Uma corzinha de verão

Vento, eu na praia a levar com vento
A rogar pragas e a culpar são Pedro
Que mal fiz eu ao céu?
E tento, juro que tento imaginar bom tempo
Espalho o protetor solar e estendo o corpo no museu

Esta semana tive sorte. Apanhei bons dias de praia e acho que fiquei um niquinho de bronzeada, apenas um niquinho, que eu nunca soube o que era ter uma corzinha de verão. Posso passar o verão inteiro na praia, eu passo o ano inteiro na praia, que vivo à beira-mar, mas nunca fico com uma corzinha de verão, sou sempre branquinha, apenas da para disfarçar um bocadinho a palidez. Hoje está um daqueles dias de levar com vento, rogar pragas e culpar são Pedro e perguntar que mal fiz eu ao céu. Não sabe tão mal porque vou trabalhar à tarde. Espero que não tenha que culpar são Pedro, porque hoje é dia de ir a São Pedro por causa da nossa senhora da Nazaré. O primeiro dia de 10 dias de festa, que esperemos que seja abençoada mas não molhada, porque tem que ser tudo pelo melhor, visto que para o ano não há mais, nem para o outro, nem para o outro, só daqui a 17 anos.

Com ou sem corzinha de verão, que há noite não importa já que estamos no oeste e eu sempre de camisola porque as noites cá são frias, lá vou eu, lá vamos nós sem medos de levar com o vento nem com chuva, talvez da chuva tenhamos um bocadinho de "medo", mas mesmo assim vamos todos, uma freguesia, os arredores e os arredores dos arredores, que o cartaz é muito bom e vai começar em grande com os Resistência. Tim duas vezes em menos de um ano nas mesmas festas!

Prima J, é no sítio do costume, a cantar, a gritar, aplaudir e a saltar!!!

E que comece a festa e são Pedro fique bem disposto! Chuva, agora que o verão tinha começado a sério, não dá mesmo.

Marisa

2 comentários: