15 de junho de 2016

Vou sozinha mas vou com tudo

Há cinco anos foi 5 dias mais tarde, o horário foi da parte da tarde, os nervos deviam ser menos, o local foi o mesmo e a companhia era muita. Tive a prima T, com quem fui de carro desde a santa terrinha, rapidamente encontre os outros quatro colegas da minha turma que foram fazer exame de português (como éramos do ensino profissional não era obrigatório fazer exames). Separei-me da T e juntei-me ao R, ao L, ao F e à F. A F estava mais ou menos como eu, e em relação aos rapazes, foi um dos poucos dias que os vi nervosos também. Nervos em vão de nós os cinco só a F é que deu uso ao seu exame e seguiu para a faculdade. Ainda me lembro de algumas coisas vagas... do sítio onde os encontrei sem combinarmos, de nos termos ido sentar nos bancos perto da escola que não era a nossa,o F disse a frase mais motivante de sempre (ou não) "se correr mal temos sempre a segunda fase" (não mesmo...), do R estar com umas vontades de algo que não vou mencionar (não vou dar pormenores de terceiros) e acho que o L estava mais ou menos como R. Já dentro da escola, encontrei o D, foi a última vez que tive com ele, e foi ele, que andava naquela escola que não era a minha, que me indicou onde ficava a sala onde eu ia fazer o exame. Exame feito, a primeira pessoa conhecida que vi foi L, encontrámos-nos logo ao sair, ainda dentro da escola e fomos para o mesmo banco exterior esperar pelo resto do pessoal da turma e pela T. Depois disso a minha memória está mais viva, mas não quero sequer alongar-me em pensamentos sobre o que sucedeu e que já não tem nada a ver com exames e escolas nem nada.

Hoje vou sozinha. A M, irmã da quase-prima, vai estar lá. Talvez mais alguém que eu conheça, não sei. Sei que vou sozinha, sem turma, nem nada que se pareça. Nervosa. Muito nervosa como sempre. Ainda estou na dúvida se deva tomar o meu comprimido sos da ansiedade, para prevenir qualquer ataque indesejado de última hora... algo a resolver em cima da hora (quando este post estiver a ser publicado graças ao agendamento, que a momentos do meu exame não conseguiria escrever algo assim).

Hoje vou sozinha mas vou contudo. Vou com os últimos meses de estudo. Vou com a vontade de concretizar o meu sonho de entrar na faculdade, mesmo que não seja já este ano, e, sim, só para o próximo. Vou com os mails que troquei com a minha eterna DT, que me ajudou no que eu precisava de saber para me inscrever/realizar este exame. Vou com o apoio da prima M, do quase-primo M, do primo M (muitos "m's" na minha família xD), da quase-prima MI (mais uma "m" para a coleção), do primo R, da prima L, da DT que sei torcerá por mim também, do F que, apesar de tudo e mais alguma coisa, é muito graças a ele que estou aqui neste momento e que tenho forças para enfrentar esta luta. E, falando no F, acabo por onde me perdi no meio do texto "se correr mal temos sempre a segunda fase" e a primeira e a segunda do próxima ano lectivo, visto que não me vou inscrever já. Mas vai correr bem! Eu vou conseguir! Eu acredito e isso ninguém me pode tirar!

Marisa

Sem comentários:

Enviar um comentário