6 de abril de 2016

Leituras à beira mar

Foto da minha autoria
Hoje esteve sol. Ah o sol! O sol que teimava em andar meio desaparecido decidiu dar um ar de sua graça. Infelizmente, ainda não foi hoje que deixou o seu tão chegado amigo vento noutro lugar, como costumo dizer, é o preço a pagar por viver nas lindas e calmas praias do Oeste, apesar disso não foi o vento que me impediu de ir ter com o meu companheiro de alegrias e tristezas e todas as emoções, o mar. 

Já era quase dez horas, por isso em vez de fazer a minha habitual caminhada, peguei num livro e fui diretamente para a beira-mar, sentei-me num banco e estive ali um bom bocado, praticamente sozinha, a ouvir o mar e a ler. Até o livro acabar. Para a próxima levo um maior que o Gatsby já estava no fim e nem me lembrei disso. 

Esta paz soube tão bem. Apenas eu, o sol, o mar e as palavras. E o vento a irritar um bocadito, mas não pode ter tudo prefeito. Foi um momento muito tranquilo e bem passado, deu para relaxar e respirar, tranquilizar. Devia repetir mais vezes, afinal tenho o mar aqui tão perto e quando o vou visitar devia levar um livro mais vezes.


Marisa


7 comentários:

  1. Ontem fiz o mesmo, e soube-me deliciosamente bem!

    Adorei o teu blogue, ganhaste sem duvida uma nova seguidora! :)
    O meu ainda está mesmo no inicio mas podes lá passar: www.amiudadoslivros.blogspot.com

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Tão bom! Não há melhor sitio para estar que ao pé do mar.

    ResponderEliminar
  3. Como gosto de viver a meia hora da praia.. Não fiz isso, mas é tão bom de vez em quando ir lá e ouvir o mar

    ResponderEliminar
  4. Fizeste uma coisa que eu adoro fazer...tão bom!

    ResponderEliminar