19 de abril de 2016

Diabinhos vs Consciência

Comecei a pensar neste post com dois mini seres nos meus ombros como aparece nos desenhos animados, só que ao invés de ser um anjo e um diabo eram dois diabinhos... mas apercebi-me que não podem ser só dois têm que ser quatro, sendo que dois deles é como se fossem um só.

Tenho o diabinho A que me sussurra ao ouvido "vamos ver o Lot... vamos ver o Lot e comentar aquilo", que é como quem diz, vamos ver um reality show parvo como se não houvesse nada mais interessante na vida. Tenho o diabinho F que me aparece em balão de pensamento a dizer "Tens de ver o 22.11.1963!!! É brutal!!! Vais adorar!!!" tudo com muitos pontos de exclamação que o moço tende a ser exagerado nestas coisas de séries e filmes e música (e vida) e a na verdade, a avaliar pelos dois primeiros episódios, a série merece todos os pontos de exclamação. E ainda tenho o diabinho R/MI que me falam ao estômago e ao coração ao dizer "vem comer um geladinho e um crepe ou outra coisa doce qualquer, não te esqueças da nutella e do chantily e umas boas doses de disparates e risos" que é como quem diz para largar tudo e ir ter com o primo e quase-prima.

No meio disto tudo fica a consciência que sabe que tenho que estudar, porque se não passar nos exames deste ano posso esquecer o meu sonho e entre trabalho e diabinhos tenho que me concentrar nos estudos, porque apesar de de todas as disciplinas que poderia fazer exame o Português, para mim, é a mais fácil de todas, mas isso não faz com que a gramática esteja perdida num passado mais que distante, o Álvaro de Campos seja um esquizofrénico do pior, o Camões nunca deveria ter escrito Os Lusídas e o Felizmente ao Luar ser uma memória muito embaciada. E no meio disto tudo consigui ver a gala do Lot e comentá-la com o A, consigo controlar-me e não ver a série que o F recomendou toda de seguida, e ver só uma vez por semana, que é quando dá na FOX, e consigo escapulir-me da santa terrinha e ir ter com os primos encher-me de coisas doces e boa disposição... E consigo coordenar tudo e tentar ser uma moça um tanto ou quanto organizada  no meio de toda a minha desorganização.

Marisa

Sem comentários:

Enviar um comentário