12 de fevereiro de 2016

Primos will be Primos

Lembro-me de uma expressão que a minha turma tinha no secundário que era "The power M". Essa expressão podia ser adaptada para descrever os bons momentos que passo com a Prima M. Nem sempre parece, mas temos umas quantas coisas em comum. Principalmente o facto de sermos doidas. Mas isso também é algo que se estende aos 8 primos que somos e a mais membros da família.

A M nem sempre foi a minha prima mais próxima. Agora é. É giro que, apesar de termos 7 anos de diferença (ela é mais velha) somos tão parecidas. Quando damos por nós temos sapatos iguais, e vemos-nos a usar as roupas ou malas uma da outra, temos ambas um gosto selectivo na comida (eu mais porque sou esquisita ela mais porque tem algumas limitações), temos um sentido de humor parecido, temos outros gostos em comum. Ela não ainda sabe mas eu quero seguir um curso superior da área do dela.

O melhor e mais cómico temos uma enorme pancada de tirar fotografias com a língua de fora, ou a fazer caretas. Praticamente todas as fotos recentes que temos estamos a mostrar a língua ou a fazer caretas parvas. 

E aquele pormenor da conversa sobre a noite de segunda de Carnaval tem toda uma piada

Prima M, enquanto me mostrava um video no telemóvel -  Eu estava na praça a filmar o I will survive e apanhei uma personagem...
Eu -  Espera não me digas que estiveste na mesma praça que eu (há duas praças principais no Carnaval para quem desconhece) a filmar o mesmo que eu?!

E sim, estávamos em pontas opostas da praça a filmar a mesma coisa sem sequer saber. 



Marisa

1 comentário:

  1. Ahahah que coincidência! :D

    R: Não é nada cliché! Aliás, ainda bem que não sou a única, parece que vou explodir a qualquer momento...

    ResponderEliminar