2 de janeiro de 2016

Conta-te Poesia

O fantasma passa sem se fazer ver
Sinto um arrepio
Congelo
Um sussurro do passado
Um vulto do cansaço
Uma dor no peito
Um futuro sem leito

As memórias não passam de histórias
Invenções da cabeça
Conflito de corações

O que fui
O que sou
Só porquês
Ninguém vê
Ninguém quer ver
Não quer ser vista

Quero ser agarrada,
Alguém que persista
Para que eu não desista

Medos
Segredos

Marisa Maria

Sem comentários:

Enviar um comentário